Intervenção de Gustavo Carneiro, Membro do Comité Central, XXI Congresso do PCP

O «Avante!», o reforço da organização e o alargamento da influência do PCP

Ver vídeo

''

O reforço da organização e intervenção do Partido e o alargamento da sua influência são questões centrais colocadas a este nosso XXI Congresso. No ponto 4.8.4. das Teses, afirma-se que a imprensa partidária assume um «papel insubstituível na acção do Partido» e que a complexidade do quadro actual acrescenta importância à sua leitura e difusão.

Noutro, recorda-se o domínio dos principais meios de difusão e condicionamento ideológico pelo grande capital e revela-se o objectivo central da ofensiva ideológica em curso, e cito: «limitar a tomada de consciência de classe e política, e por consequência a luta revolucionária.» Há já mais de um século, Lénine afirmava que para os capitalistas a liberdade de imprensa era a possibilidade de utilizarem o poder económico para «fabricar e falsificar a chamada opinião pública». Como não reconhecer, hoje, a crescente actualidade destas palavras?

Este quadro profundamente hostil – ao PCP e, em geral aos valores democráticos e progressistas – coloca grandes desafios à imprensa do Partido: como noutros momentos, cabe-lhe noticiar o que outros silenciam; desmontar as mensagens veiculadas pela comunicação social dominante; abordar os vários assuntos da actualidade da perspectiva dos trabalhadores e dos povos; ser a voz dos que não têm voz! E, o que não é pouco importante, contribuir para a elevação cultural e humanista dos seus leitores, função ainda mais honrosa num tempo em que tanto se promove o obscurantismo.

Sendo um jornal, o Avante! é ele próprio um instrumento da acção partidária – é o organizador colectivo de que falava Lénine.

Afirma as posições, propostas e actividade do Partido – como são realmente, sem as caricaturas e silenciamentos que delas faz a restante comunicação social. Dá voz aos problemas, aspirações e lutas dos trabalhadores, dos pequenos e médios empresários e agricultores, das mulheres, da juventude, das pessoas com deficiência, dos que se batem pela liberdade, a paz, a dignidade humana e dá expressão às reivindicações e actividades das suas estruturas associativas. Assume-se, assim, como um factor essencial de alargamento da influência e o prestígio do Partido.

A nível orgânico, o seu papel não é menor: constitui um vínculo semanal entre o Partido e os seus militantes, ajuda a dinamizar as organizações de base e representa para estas uma significativa fonte de receitas. Mas faz mais do que isso: torna-nos militantes mais esclarecidos e, dessa forma, mais capazes de esclarecer – e de mobilizar – outros para os exaltantes combates que temos pela frente.

Todos estaremos de acordo com o que atrás se disse, sobre o papel do Avante! na luta do nosso Partido. A questão é como o levar mais longe? Como aproveitar cabalmente as suas imensas potencialidades?

As Teses apontam, a este respeito, importantes orientações:

- Temos de conquistar mais leitores, dentro e fora do Partido. Quantos militantes e simpatizantes não compram regularmente o Avante? Temos de conversar com eles, mostrar-lhes a importância da leitura e aquisição da imprensa do Partido. Depois, é preciso garantir que o Avante! lá chega.

- Precisamos de alargar o número de camaradas que assumem a distribuição do Avante!, valorizando-a no quadro da assunção de tarefas regulares. Quanto mais camaradas estiverem envolvidos na distribuição do Avante!, mais longe ele chegará!

- É fundamental assegurar a distribuição semanal do Avante! em mais empresas, mais bairros, mais aldeias, criando novas ADE e garantindo as necessárias redes de distribuição.

- É urgente trazer o Avante! para a rua, para junto dos trabalhadores e do povo. Temos de ser audazes na organização regular de vendas públicas em locais de grande concentração popular e na promoção de edições especiais.

- Temos de nos lembrar de enviar para a redacção as sugestões e informações que possam valorizar o seu conteúdo e aproximá-lo tanto quanto possível do pulsar da vida.

- Necessitamos de que o Avante! - o seu conteúdo, a sua difusão – tenham uma presença mais regular nas reuniões do Partido.

O Partido conta com o Avante! desde há quase 90 anos e continua a precisar dele para as exigentes batalhas que tem pela frente. Levá-lo mais longe depende apenas de nós, deste grande colectivo partidário. Como sempre, com organização e corações ardentes!

Viva o Avante!
Viva o Partido Comunista Português!

>
  • Intervenções
  • XXI Congresso
  • Central