Intervenção de João Pimenta Lopes no Parlamento Europeu

Sobre o ‘Estado da União’

Ver vídeo

''

Senhora Presidente,

Passado um ano, em que pé estamos?

Face à pandemia, uma UE obstinada na defesa dos interesses das multinacionais farmacêuticas, incluindo com a oposição ao levantamento de patentes.

Mobilização de fundos comunitários só agora iniciada e de forma condicionada, subordinada às prioridades definidas pela UE e não partindo das realidades e problemas que cada país enfrenta, não visando a superação de défices de países como Portugal.

A reposição dos constrangimentos draconianos do Pacto de Estabilidade. O regresso à “ditadura do défice” que tem promovido, a degradação dos serviços públicos, nomeadamente na Saúde. O que se impõe é a definitiva revogação deste Pacto.

Uma cimeira social que confirmou a intenção de prosseguir a convergência no retrocesso em importantes áreas.

A pretexto da transição “verde”, a desindustrialização de uns, consequente desemprego e o aumento da sua dependência.

Uma PAC que mantém uma repartição injusta e que promove a concentração da produção.

Estas, como outras, são políticas que não servem os povos, nomeadamente o povo português!

>
  • União Europeia
  • Intervenções
  • Parlamento Europeu