Declaração de voto de Miguel Viegas no Parlamento Europeu

Semestre Europeu para a Coordenação das Políticas Económicas: Análise Anual do Crescimento de 2015

O relatório sobre a Análise Anual do Crescimento (2015) representa o ponto de partida do Semestre Europeu e de todo o processo de governação económica
Este relatório fornece as grandes linhas de orientação política sobre a qual deverão se construídos os orçamentos nacionais.
Como esperado, ele continua a defender a austeridade e as reformas estruturais, nomeadamente ao nível do mercado de trabalho e da privatização das empresas e dos serviços públicos que garantem o acesso em equidade aos direitos sociais conquistados após décadas de luta. Isto é totalmente inaceitável, pois neste momento de crise, impede os países de intervir com políticas redistributivas para ajudar os necessitados e evitar o colapso do consumo agregado.
A governança económica e o semestre Europeu são uma maneira de atrelar os Estados Nacionais às agendas neoliberais da União Europeia ao serviço dos grandes interesses económicos. Impedem os países de poder decidir de forma soberana o seu futuro colectivo obrigando-os a assistir de braços atados à destruição das suas economias. Não podemos aceitar isto passivamente e tudo faremos para romper com esta ditadura monetária.

>
  • União Europeia
  • Declarações de Voto
  • Parlamento Europeu