Intervenção de Sandra Pereira no Parlamento Europeu

Seguimento dado à Cimeira Social do Porto de 7 de maio de 2021

Colocar a dimensão social no centro do debate político fica bem. Mas, não passa de propaganda se tivermos em conta que as políticas económicas da UE são profundamente antissociais e praticamente negam o acesso a direitos sociais e laborais.

Uma efectiva resposta aos graves problemas com que actualmente se confrontam os trabalhadores e os povos implica mudanças radicais nas políticas da UE, que a Cimeira do Porto não trouxe!

E os trabalhadores saíram à rua no Porto no dia 8 de maio, com as respostas que a Cimeira não deu e que o Plano de Acção do chamado Pilar Europeu dos Direitos Sociais não apresenta:

• o direito ao emprego com direitos;
• Aumento geral dos salários,
• Erradicação da precariedade 
• Regulação e redução do horário de trabalho, com vista à necessária conciliação entre a vida familiar, pessoal e profissional 
• Igualdade entre homens e mulheres 
• Fortalecimento da segurança social 
• Reforço dos serviços públicos e investimento nas funções sociais do estado.

São estas as reivindicações dos trabalhadores e é por elas que nos continuaremos a bater.

>
  • União Europeia
  • Intervenções
  • Parlamento Europeu