Resposta ao apelo da ONU para combate ao Ébola - medidas urgentes

A Assembleia-Geral da ONU aprovou uma resolução com o objectivo de desenvolver uma resposta global ao Ébola.
Vários países anunciaram já a mobilização de recursos humanos, materiais e financeiros para combater o Ébola, entre os quais Cuba, que enviará para os países afectados uma brigada constituída por pessoal de saúde especializado no combate a desastres naturais e epidemiológicos (165 colaboradores, entre os quais 62 médicos e 103 enfermeiros).
Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a epidemia já matou mais de três mil pessoas em mais de seis mil casos identificados em países de África Ocidental, continuando a expandir-se e a matar mais de 200 pessoas por dia, dos quais dois terços são mulheres.
A ONU estima em mil milhões de dólares o orçamento necessário para lutar de forma eficaz contra a doença. Ainda segundo a OMS, o dinheiro e o apoio material é importante mas, "acima de tudo o que é necessário é gente" para travar a transmissão do vírus.

Pergunto à Comissão Europeia:
1. Que verbas e meios foram até agora disponibilizados pela UE para o combate ao vírus Ébola?
2. Que esforços estão a ser feitos para responder ao apelo da OMS de mobilizar pessoal de saúde com urgência para ajudar a controlar o Ébola?

>
  • Saúde
  • Perguntas
  • Parlamento Europeu