Intervenção de Intervenção de Jerónimo de Sousa, Secretário-Geral, Comício CDU

O reforço da CDU é o caminho seguro para resolver os problemas dos trabalhadores e das populações

O reforço da CDU é o caminho seguro para resolver os problemas dos trabalhadores e das populações

Caros amigos e camaradas,

Uma saudação a todos os presentes!

Saúdo os candidatos, eleitos e activistas da CDU, a Cristina Coelho, candidata a Presidente da Câmara de Gondomar, e o Daniel Oliveira, primeiro candidato à Assembleia Municipal e neles o conjunto dos candidatos da CDU deste concelho!

Saúdo de forma especial os muitos independentes que assumem o projecto CDU em Gondomar e todos os apoiantes deste projecto democrático e unitário!

Para que fique claro – aqui o reafirmamos com determinação –, a CDU é a alternativa e tem a confiança que vai crescer e avançar nos órgãos municipais e freguesias de Gondomar e reforçar a maioria CDU em S. Pedro da Cova e Fânzeres.

O reforço da CDU é o caminho seguro para resolver os problemas dos trabalhadores e das populações.

Para a CDU, o objectivo de reforço nas freguesias do concelho não serve de desculpa para deixar cair a luta pela reposição das freguesias agregadas contra a vontade do povo, e que, devido ao adiamento pelo governo da sua reposição, vão continuar com mais dificuldades de desenvolvimento e bem-estar das populações, para o governo PS juntar uns tostões nas contas do défice.

O reforço na Câmara, na Assembleia Municipal e nas freguesias vai permitir soluções mais avançadas e justas, inspiradas no projecto autárquico CDU, onde estivermos em maioria, ou possibilitar a intervenção com propostas e soluções para os problemas, a denúncia de erros e omissões, onde estivermos em minoria.

A todos os candidatos da CDU aos órgãos municipais e de freguesia desejamos bom trabalho e êxitos que se transformarão em novos avanços para Gondomar!

Amigos e camaradas

Estamos nesta batalha eleitoral com candidatos com experiência e provas dadas na defesa dos interesses das populações, conhecedores da realidade, dos problemas e desafios que se colocam ao desenvolvimento deste concelho.

Mas também com candidatos com vontade firme e com muita juventude nas listas, para continuar a intervenção.

As pessoas conhecem-nos e sabem o que representamos. Sabem que aqui na CDU reside gente séria, dedicada e determinada em servir as populações sem nada a esperar que não seja a satisfação dos compromissos e do dever cumprido.

Temos um projecto distintivo da CDU, assente no trabalho, honestidade e competência, como solução e força alternativa a quaisquer das forças que se apresentam às eleições em Gondomar.

Sobre o concelho e o que a CDU representa como força de trabalho e projecto e sobre as soluções e respostas necessárias, o mais essencial ficou dito pelos candidatos, mas quero enfatizar três elementos importantes.

A CDU foi, no mandato que agora termina, a voz insubstituível que apresentou soluções e propostas para responder aos problemas, que procurou garantir rigor e a legalidade no funcionamento dos órgãos municipais, que fez ouvir os direitos das populações perante a autarquia e o governo.

A CDU foi a voz que se opôs à desresponsabilização do Estado e ao ataque aos serviços públicos, na saúde, na educação, na cultura, que defendeu a mobilidade e o transporte, que lutou pelo património, espaços públicos e equipamentos, que se bateu pelo ambiente e exigiu respostas na habitação, enfrentando a especulação e lutando por casas a custos controlados.

A CDU em Fânzeres-S. Pedro da Cova foi a voz e a intervenção que, como disse o candidato Pedro Vieira, tem de ser lembrada e valorizada pelo trabalho nas questões sociais, na cultura e na obra feita e sempre exigindo, do governo e da câmara, fossem PS ou PSD, a erradicação dos resíduos perigosos de S. Pedro da Cova. Uma luta que foi tão fundo que os obrigou, mais ou menos a contra-gosto, a dar passos para resolver o problema.

É nesta freguesia que está em marcha uma feroz campanha do PS para retirar à CDU a Junta. Uma campanha que é uma inaceitável chantagem sobre os eleitores ao afirmar que a Junta seria beneficiada pelos dinheiros da Câmara se fosse do PS.

É o mesmo truque que utiliza no plano nacional, quando acenam com os dinheiros da bazuca para captar votos!

É necessária toda a solidariedade e mobilização para que, em 26 de Setembro, a CDU saia reforçada nesta freguesia.

A CDU tem um programa eleitoral qualificado para Gondomar, que merece ser apoiado!

Um programa que mostra como o projecto da CDU é distintivo e alternativo para Gondomar, para resolver os problemas de todos os que cá vivem e trabalham.

Na CDU, temos um património único que valorizamos. A nossa acção assenta na ligação às populações. Temos obra realizada em todas as situações em que assumimos responsabilidades.

Fomos pioneiros na resposta aos problemas mais prementes das populações logo após a Revolução de Abril.

Foram os municípios CDU que primeiro garantiram o direito à água e ao saneamento.

Mas são também hoje os municípios CDU que se destacam na defesa da água pública e no combate às concessões que acarretam graves custos para as populações.

Foram os municípios CDU que avançaram na definição dos instrumentos de gestão do território, defendendo as populações e a sua qualidade de vida, combatendo a especulação imobiliária e protegendo o ambiente.

A CDU assume a valorização dos trabalhadores das autarquias, como agora na luta pelo Suplemento de Penosidade e Insalubridade e na sua implementação nas autarquias CDU, que contrasta com a não aplicação na larga maioria de municípios PS e PSD.

A CDU assume sem ambiguidades a defesa dos serviços públicos - saúde, educação, cultura, protecção social, habitação, mobilidade - e a atenção às crianças, aos jovens e aos idosos.

A CDU defende um Poder Local de facto representativo das populações, o que exige um autêntico projecto descentralizador – a regionalização - e não um arremedo de descentralização como propõe o PS. Não basta falar das vantagens da proximidade quando o que se quer é alijar responsabilidades centrais à custa das autarquias e populações.

A CDU, em maioria ou em minoria, não deixará de intervir, somos determinados e persistentes, não deixaremos de lutar por uma medida se for justa e necessária.

Está nas nossas mãos, também em Gondomar, avançar na mobilização e esclarecimento para reforçar a CDU e abrir as portas a um futuro de confiança.

Estimados amigos e camaradas

Hoje está cada vez mais claro que não são só as freguesias e os concelhos que ficam a ganhar com a intervenção e o reforço da CDU.

É o País que precisa do trabalho, honestidade e competência do PCP e da CDU para melhor defender os interesses dos trabalhadores e do povo.

Tem sido a sua intervenção e acção, juntamente com a luta dos trabalhadores e das populações que tem permitido nestes tempos difíceis para o nosso povo, conter e minimizar uma degradação maior das condições de vida.

Os aumentos de pensões, o pagamento por inteiro dos salários dos trabalhadores em Lay-off, os apoios aos trabalhadores independentes sem protecção social, a gratuitidade das creches para um número significativo de crianças, foram medidas que resultaram da intervenção do PCP!

É inegável o impacto positivo na vida de milhões de portugueses das medidas inscritas no Orçamento do Estado por proposta do PCP, que, ao contrário de outros, nunca desistiu.

Mas desde 2015, tudo o que foi alcançado, dentro e fora dos Orçamentos do Estado, foi arrancado a ferros pela luta e pela intervenção do PCP e do PEV.

Cada dez euros nas reformas, cada reforço nas prestações sociais, cada novo trabalhador na função pública, cada subida do salário mínimo teve de vencer resistências e manobras do PS que muitas vezes deturpou decisões e impediu medidas positivas.

O governo continua a entravar medidas previstas no Orçamento, como as contratações no SNS e na Escola Pública. Isto é, o que o governo não podia parar, entrou em vigor, mas em quase tudo o resto, há atrasos e mentiras.

Reafirmamos que o PCP tudo fará para que as medidas positivas do Orçamento do Estado de 2021 sejam cumpridas.

O PCP tem apresentado soluções que, se adoptadas, responderiam aos problemas nacionais, às desigualdades e injustiças. Mas tem esbarrado nas opções do PS e na acção e projectos reacionários de PSD, CDS e seus sucedâneos.

Foi o caso das propostas nos direitos laborais - a redução para 35 horas do limite do horário semanal, a alteração do regime de despedimento coletivo, por extinção do posto de trabalho e inadaptação, o reforço de direitos no trabalho noturno e por turnos, a reposição do tratamento mais favorável, a eliminação da caducidade da contratação colectiva.

Propusemos também a fixação de um regime máximo de preços da energia e combustíveis e a resolução dos problemas e carências do SNS.

São propostas a que o governo não responde. O PS teve toda a possibilidade de uma política alternativa. Não avançou porque são outros os seus compromissos.

Mas na CDU não desistimos. Pela luta e pela proposta continuamos a procurar avançar.

Foi o caso do regime especial de pensões de invalidez e velhice para os trabalhadores das minas, da extracção e transformação primária de pedra, que ao fim de quase 20 anos de luta, com o PCP na linha da frente e com as nossas propostas, foi possível ultrapassar a resistência do PS, com o reconhecimento deste direito.

Mas é ainda necessário prosseguir a luta pela eliminação do factor de sustentabilidade para os reformados anteriores a 2020.

E quando hoje se valorizam as taxas de vacinação alcançadas, é bom não esquecer, como alguns esquecem o papel decisivo dos profissionaos de saúde, a começar pelo papel que os enfermeiros tiveram neste trabalho.

No 42º Aniversário do SNS, importa afirmar que não há alternativa ao serviço público na garantia de acesso aos cuidados de saúde para todos, o que exige mais investimento em profissionais e equipamentos, tal como acontece neste concelho onde urge colmatar a falta de médicos de família e de especialidades, enfermeiros, pessoal auxiliar e também de equipamentos. Continuamos a intervir nesse sentido.

Não se pode dizer que se está com o SNS e permitir a desvalorização do serviço público e o favorecimento dos grupos económicos da saúde, como têm feito o PS e sucessivos governos.

Amigos e camaradas,

A CDU honra os compromissos assumidos com o povo em todos os lugares que lhe são confiados.

Por isso, mesmo alguns eleitores com outras opções partidárias reconhecem o trabalho e a intervenção da CDU e confiam-nos o apoio e o voto.

Que cada apoiante da CDU, em Gondomar e em todo o País, ganhe a confiança de que é possível mobilizar e esclarecer, avançar e contribuir para melhorar as condições de vida dos trabalhadores e das populações.

Na política não são todos iguais!

Somos a força de Abril a construir o futuro!

Vale a pena votar CDU!

Viva a CDU!

>
  • Poder Local e Regiões Autónomas
  • Trabalhadores
  • Central