Declaração de voto de Ilda Figueiredo no Parlamento Europeu

Quadro Estratégico Comum de Financiamento da Investigação e Inovação da UE

Este relatório tem aspectos positivos e alguns contraditórios, que, de certo modo, espelham a maioria parlamentar que temos no Parlamento Europeu.

Naturalmente que consideramos positivos os esforços para melhorar a eficiência do financiamento da investigação e da inovação a nível regional, nacional e da UE, onde se fixou o objectivo de aumentar as despesas em I&D a fim de que estas atinjam 3% do PIB da UE até 2020, uma vez que muitos Estados­Membros estão ainda longe deste objectivo. É particularmente importante aumentar o investimento público e privado em I&D.

Na situação de crise que vivemos a investigação, a educação e a inovação são instrumentos fundamentais para a retoma económica e a criação de emprego e para a definição de um modelo de crescimento sustentável e inclusivo.

Mas esta abordagem, que deve incluir o financiamento de actividades destinadas a modernizar as universidades, adquirir equipamento científico, transferir tecnologias a nível local, apoiar empresas emergentes e empresas derivadas, sobretudo as pequenas e médias empresas, divulgar os resultados de projectos de I&D&I, aumentar a capacidade dos programas no que respeita à formação transnacional dos investigadores, não se deve concentrar nos centros de investigação de ponta ou de excelência.

A Europa tem obrigação de utilizar o seu grande potencial em matéria de investigação, tecnologia e inovação e contribuir para encontrar soluções para os desafios da sociedade a nível global.

>
  • Educação e Ciência
  • Declarações de Voto
  • Parlamento Europeu