PCP solidário com os Trabalhadores da Administração Pública

PCP solidário com os Trabalhadores da Administração Pública

 

O PCP expressou hoje, em vários pontos do país, a sua solidariedade aos trabalhadores da Administração Pública que aderiram à Greve Nacional, convocada pela Frente Comum.

Foi uma importante jornada de luta, com expressão bastante significativa em vários sectores, cujos efeitos foram particularmente visíveis nas áreas da saúde e da educação, com encerramentos e perturbação de funcionamento de muitas escolas, autarquias locais e outros serviços de atendimentos ao público.

A adesão à greve é uma importante expressão do descontentamento dos trabalhadores e da sua exigência por uma valorização real dos salários que não os mantenha a empobrecer (como faz a proposta do governo), pela valorização das carreiras e das profissões, por mais e melhores Serviços Públicos.

Os dirigentes e deputados do PCP presentes em diversos piquetes de greve, expressando solidariedade com as justas reivindicações e lutas dos trabalhadores, reiteraram o compromisso do Partido na defesa e reforço das funções sociais do Estado, e do seu maior ativo - os trabalhadores, incluindo a apresentação de diversas iniciativas legislativas, também em sede da discussão da proposta de Orçamento do Estado para 2023.

>
  • Trabalhadores
  • Central