PCP no Congresso da Frelimo

O PCP esteve presente no X Congresso da Frelimo, realizado entre 23 e 28 de Setembro, na cidade de Pemba, sob o lema «50 Anos. Unidos Contra a Pobreza. Frelimo - A Força da Mudança».

A reunião magna do partido, à qual compareceram 1939 delegados e cerca de 1000 convidados nacionais e estrangeiros, ocorreu justamente quando se cumpriram 50 anos sobre o seu primeiro Congresso, realizado em 1962 e conhecido como Congresso da Unidade.

Em nome do PCP, José Santos, membro do Comité Central, salientou, da tribuna do Congresso, o meio século de História que unem o PCP e a Frelimo e a luta comum contra o fascismo e o colonialismo, onde foram forjadas profundas relações de amizade entre os dois partidos e os dois povos.

Foi essa luta comum que, com grandes exigências e sacrifícios, conduziu à revolução libertadora de 25 de Abril de 1974 no nosso País e à conquista da independência pelo povo moçambicano, a 25 de Junho de 1975.

Na saudação foi ainda realçado o facto de hoje vivermos tempos que, tal como no passado, exigem a mobilização e a cooperação de todos aqueles que aspiram e intervêm em prol da melhoria da vida dos trabalhadores e dos povos, pelo progresso e justiça social, por um mundo livre de relações de espoliação, de exploração e de opressão, por um mundo de paz.

José Santos foi convidado a participar na inauguração de uma estátua em memória de Samora Machel, no dia Nacional das Forcas Armadas de Moçambique, e no comício de apresentação das conclusões do X Congresso, ambas realizadas na cidade de Pemba.

>
  • Central
  • Actividade Internacional