Intervenção de Sandra Pereira no Parlamento Europeu

O Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres e a situação relativamente à ratificação da Convenção de Istambul

• violência no trabalho,
• violência doméstica,
• violência no namoro,
• ausência de acesso a direitos sexuais e reprodutivos
• mutilação genital feminina,
• assédio moral e sexual,
• prostituição
• ou mercantilização do corpo da mulher como objecto sexual

Diferentes formas de violência sobre as mulheres que têm de ser reconhecidas como expressões extremas de desigualdade e discriminação que se manifestam na humilhação, no desrespeito pela integridade física e psicológica das mulheres que as sofrem.
Formas de violência que atentam contra a dignidade, o estatuto social e os direitos de todas as mulheres.

O tratamento autónomo de cada uma destas diversas formas de violência deve ser assegurado, reconhecendo o que isto representa na vida das mulheres.
A adopção de medidas no combate e prevenção às discriminações, desigualdades e violências sobre as mulheres é essencial para a emancipação e para a igualdade na lei e na vida.
Hoje, 25 de Novembro, dia internacional para a eliminação da violência contra as mulheres, saudamos a valiosa intervenção das organizações de mulheres na prevenção e combate às diversas formas de violência e exploração sobre as mulheres. Este é também o nosso compromisso!

>
  • União Europeia
  • Intervenções
  • Parlamento Europeu