Intervenção de Jerónimo de Sousa, Secretário-Geral, Comício CDU

«Dar força à CDU, é dar força a gente comprometida com as aspirações do seu concelho e do seu povo»

«Dar força à CDU, é dar força a gente comprometida com as aspirações do seu concelho e do seu povo»

Caros amigos e camaradas,

Uma calorosa saudação a todos os presentes, aos trabalhadores e à população do concelho de Évora, a todos os que estão connosco neste amplo projecto unitário que é a CDU!

Uma especial e fraterna saudação a todos os candidatos da CDU aos órgãos municipais e freguesias, por intermédio dos candidatos à presidência da Câmara e Assembleia Municipal de Évora, respectivamente Carlos Pinto de Sá e Clara Grácio.

Estamos hoje aqui com uma profunda confiança no futuro, num futuro que contará com um grande resultado da CDU no próximo domingo que se traduza na vitória a que aspiramos!

É esse o objectivo que transportamos ao longo desta campanha eleitoral, com as centenas de acções e contactos que realizámos, um enorme trabalho de construção colectiva, incluindo na definição das grandes linhas programáticas que a CDU apresenta ao povo de Évora.

Construção colectiva que expressa o firme compromisso da CDU em prosseguir com trabalho, honestidade e competência o caminho de afirmação e desenvolvimento deste concelho de Évora.

Trabalho com provas dadas no passado e no presente. Nós estamos certos que a população reconhece e vai confirmar com o seu voto o enorme esforço e empenho da CDU e dos seus eleitos na recuperação da capacidade e da confiança perante um município descredibilizado como aquele que a CDU encontrou.

Bem sabemos que procuram apagar a memória, reescrever a história, ocultar responsabilidades, mas a população deste concelho não esquecerá o estado em que a gestão do PS colocou o município, com milhões de euros de dívida, comprometendo o seu futuro!

Os jovens, o movimento associativo, as diversas expressões de criação cultural e artística, os micro, pequenos e médios empresários, os reformados terão certamente exemplos bastantes para não querer voltar atrás.

Para não voltar ao tempo em que se cortaram apoios, em que se devia às freguesias, em que não se pagava aos fornecedores em prazos minimamente aceitáveis, em que a cidade vivia sem esperança e confiança no futuro!

Essa recuperação permite agora aspirar ao relançamento dos investimentos necessários para continuar a desenvolver este concelho que voltou a viver e a sentir uma nova dinâmica económica, social, cultural.

É tudo isso que vai estar em causa no próximo domingo, dia 26 de setembro!

Dar força à CDU, é dar força a gente comprometida com as aspirações do seu concelho e do seu povo, não com projectos ou ambições pessoais.

O que está em causa é eleger gente com experiência e provas dadas, quer no município, quer nas freguesias CDU na defesa dos interesses das populações, e portadora de um projecto capaz de responder aos desafios que se colocam ao desenvolvimento deste concelho de Évora.

Um projecto e acção colectivos, que coloca as pessoas e os seus problemas como a grande prioridade, que valoriza as várias dimensões da vida local, associativa, cultural, desportiva e social. Um projecto e acção distintivos que valorizam os trabalhadores do município, bem patente na aplicação do suplemento de penosidade e insalubridade e da opção gestionária enquanto instrumentos de valorização dos trabalhadores.

Um projecto e gestão distintivos que permitiram ao longo dos anos recuperar o reconhecimento que este concelho tem no plano nacional e internacional na área da cultura nas suas diversas dimensões.

O seu imenso, variado e valioso património, nomeadamente o construído, aliado à enorme potencialidade existente na criação artística e cultural, que fazem deste concelho terra fértil neste domínio, que a gestão da CDU, soube apoiar e projectar, permitindo que esse potencial fosse valorizado e respeitado.

Uma gestão que está a devolver a Évora o lugar que ocupa no panorama patrimonial e monumental, mas que o faz simultaneamente cuidando da resposta aos problemas da população do centro histórico e das freguesias da cidade e rurais.

Novos desafios estão colocados hoje com a candidatura de Évora a capital europeia da cultura, como mais um reforçado suporte para um ainda maior desenvolvimento estrutural no plano cultural deste concelho.

Estamos certos que com a gestão da CDU esta candidatura terá esse enquadramento e será um contributo suplementar na senda da afirmação de Évora como Património Mundial da Humanidade cuja candidatura e classificação são o produto directo do trabalho e obra da CDU.

Um projecto e acção que se bate de forma intransigente em defesa dos serviços públicos para todos no acesso à saúde, à protecção social, à mobilidade e transportes e na defesa da água pública.

Que assume a defesa do serviço público na resposta aos problemas básicos e essenciais, seja na distribuição da água ou na recolha dos resíduos.

Fizemos e faremos tudo o que represente a defesa dos interesses das populações!

Será assim também na continuação da luta pela concretização do pleno aproveitamento da linha ferroviária Sines- Caia com o cais de embarque de mercadorias e de passageiros em Évora, questão que o Partido Socialista tem remetido para o silêncio ou ainda a conclusão sucessivamente adiada do IP2.

Todas estas matérias são, não poucas vezes, alvo de propaganda eleitoral, mas o que a vida comprova é que, não fosse a acção, persistência e proposta do PCP, das autarquias da CDU, e a luta das populações e estes anúncios e promessas ficavam guardados na gaveta.

Gaveta como aquela em que esteve guardado durante anos a construção do novo Hospital.

Mas valeu a pena lutar!

Finalmente se deu início às movimentações no terreno para o início da obra do Hospital Público Central do Alentejo aqui em Évora.

O compromisso da CDU e dos seus eleitos é de tudo continuar a fazer para que em 2023 este hospital seja uma realidade para bem do povo de Évora e do Alentejo.

Caros amigos e camaradas,

Não temos dúvidas, a eleição de mais candidatos da CDU em 26 de Setembro é a garantia, em cada freguesia e concelho, de um trabalho ao serviço das populações e de uma resposta aos seus problemas.

Mais força à CDU no próximo domingo é dar mais força à luta por melhores condições de vida dos trabalhadores e do povo nos dias que se seguirão, aqui e no País.

Mais CDU é mais força ao caminho da valorização dos salários, das pensões e reformas e da justiça social.

Tem sido a sua intervenção e acção, juntamente com a luta dos trabalhadores e das populações que tem permitido nestes tempos difíceis para o nosso povo, conter e minimizar uma degradação maior das condições de vida, nos domínios dos apoios face à epidemia, do aumento das reformas, da garantia dos salários no lay-off, no assegurar de mais creche gratuita para as crianças.

O País precisa de avançar!

Avançar com mais força à CDU!

Mais força para garantir a inadiável valorização das pensões e reformas de todos quantos descontaram, incluindo acima dos 658 euros.

Para assegurar uma rede de Lares e o apoio efectivo aos idosos, às suas famílias e cuidadores.

Para garantir um reforço de investimento nos serviços públicos, na saúde, na educação ou na cultura.

Mais força para que todas as crianças tenham acesso gratuito a creche.

Mais força para garantir mais e melhores transportes e a custos mais reduzidos.

Mais força para que o direito constitucional à habitação seja uma realidade.

Quem nos conhece sabe que pode contar connosco, com o empenhamento dos nossos eleitos e a sua dedicação ao serviço das populações e do desenvolvimento deste concelho.

Aqui em Évora, estamos certos que esta força consequente, empenhada, competente e com provas dadas terá a confiança dos Eborenses para reforçar a capacidade nas freguesias, na AM e na Câmara Municipal.

Após a recuperação conseguida com a gestão CDU, Évora e o seu concelho estão em melhores condições de investimento, de capacidade de trabalho, de fomentar todas as suas potencialidades para o seu desenvolvimento.

Faltam poucos dias para o acto eleitoral.

É tempo de cada candidato, cada activista esclarecer e mobilizar para o voto, transformar o largo reconhecimento do trabalho que realizamos em voto que confirme, consolide e amplie as nossas posições.

Com a consciência que não é hora de desperdiçar todos e cada um dos votos.

Em 26 de Setembro, vamos dar mais força à CDU, porque a CDU vale a pena!

Viva a CDU!

>
  • Poder Local e Regiões Autónomas
  • Central