Intervenção de João Ferreira no Parlamento Europeu

«A solução não é insistir nas velhas promessas e ilusões, mas sim romper corajosamente as amarras que impedem o desenvolvimento soberano do País»

Ver vídeo

''

Com a luta dos trabalhadores e do povo e com a determinante contribuição dos comunistas, foi possível encetar em Portugal um caminho de reposição e conquista de direitos e rendimentos.

Este caminho contou com a oposição e as ameaças da União Europeia, que preferiria manter Portugal amarrado ao declínio e ao empobrecimento da governação PSD-CDS e da troika.

Enfrentemos a realidade. Desmentindo todas as miríficas promessas feitas, duas décadas de Euro representaram para Portugal: estagnação económica, retrocesso social, dívida, défices, divergência, dependência.

Quando os constrangimentos e imposições da União Europeia e em particular os do Euro impedem a resposta aos problemas do País, a solução não é vergar aos constrangimentos (eventualmente até reforçados) e virar costas aos problemas, mas sim enfrentar esses constrangimentos e imposições para resolver os problemas.

A solução não é insistir, com novas roupagens, nas velhas promessas e ilusões que a vida fez cair por terra, mas sim romper corajosamente as amarras que impedem o desenvolvimento soberano do País.

Este é o melhor contributo que Portugal pode dar para uma Europa de cooperação, de progresso e de paz.

>
  • Intervenções
  • Parlamento Europeu

Partilhar