Declaração de voto de João Pimenta Lopes no Parlamento Europeu

Sobre o relatório relações UE/NATO

O relatório defende o aprofundamento das relações entre a UE e a NATO. Insiste no apoio às mais recentes políticas e medidas da UE no campo da Segurança e Defesa tal como: a Cooperação Estruturada Permanente, o Fundo de Defesa Europeu, o Programa Europeu de Desenvolvimento da Indústria da Defesa.

Está claro no relatório que as políticas de segurança e defesa da UE não competem com a NATO, antes complementam e desenvolvem as capacidades daquela organização, consolidando a UE como pilar europeu da NATO. Nesse contexto saúda o objectivo de aumentar as despesas em segurança e defesa dos Estados-Membros membros da NATO, nomeadamente alcançar a meta de 2% do PIB e os 20% deste investimento em novo equipamento.
Defende o desenvolvimento da Política Comum de Segurança e Defesa de forma a contribuir para o fortalecimento da NATO.

Insiste numa abordagem de confrontação e cerco à Rússia, defendendo o reforço da presença militar da NATO no Leste da Europa.

O relatório consubstancia o apoio à política militarista que a UE e a NATO têm levado a cabo. Políticas que contribuirão para mais guerra, sofrimento e insegurança em oposição a políticas que promovam o diálogo, a solidariedade, a cooperação, o respeito mútuo entre os povos, o desenvolvimento e a paz.
Votámos contra.

>
  • União Europeia
  • Declarações de Voto
  • Parlamento Europeu

Partilhar