Declaração de João Pimenta Lopes no Parlamento Europeu

Sobre a recomendação do Acordo de Diálogo político e de cooperação UE- Cuba

A presente recomendação aprova o Acordo de Diálogo Político e de Cooperação entre a União Europeia e Cuba. Um acordo importante acordo que traduz não apenas os avanços das relações estabelecidas entre a UE e os seus Estados-membros e Cuba, como determinou a revogação da Posição Comum de 96, uma forma clara de cerco, de pressão, de ataque e de chantagem contra um país soberano e contra um povo livre de decidir do seu destino. A revogação da Posição Comum é ainda resultado da firme resistência e luta do povo cubano face às ofensivas do imperialismo norte-americano e europeu, que continua a afirmar de forma soberana e independente a intenção de aprofundar o projecto alternativo de sociedade que se propôs a construir com a Revolução Cubana.
O ADPC define os princípios e os objetivos gerais para o estabelecimento de relações de cooperação baseadas no respeito mútuo e equilibrado entre ambas as partes. Tem essencialmente por base três grandes capítulos sobre diálogo político, cooperação e diálogo político setorial, e inclui ainda uma parte sobre comércio e cooperação comercial.
Respeitamos a decisão soberana do povo de cuba, na celebração do presente acordo, celebrado, na afirmação do respeito pleno pela autonomia, soberania e independência do povo cubano.
Razões que determinaram o voto favorável.

>
  • União Europeia
  • Declarações de Voto
  • Parlamento Europeu

Partilhar