Intervenção de Miguel Viegas no Parlamento Europeu

Sobre os instrumentos da PAC destinados a reduzir a volatilidade dos preços nos mercados agrícolas

Como é dito e bem, a volatilidade consiste num processo complexo com muitas causas. Contudo, não devemos misturar estas causas porque senão não estamos a aplicar os instrumentos adequados a esta volatilidade. A febre pode ser originada por um vírus ou por uma bactéria. O tratamento, para ser eficiente, implica sempre um diagnóstico correto.

No caso em concreto, temo que se esteja a misturar de forma deliberada a aleatoriedade do clima com a especulação financeira e a manipulação de preços por parte das grandes multinacionais e da grande distribuição. Procurar imputar às alterações climáticas a causa maior da crescente volatilidade dos preços é procurar impor ou acentuar uma reforma da PAC cada vez mais orientada para os mercados e agravar ainda mais as caudas desta instabilidade.

O que está aqui em causa, não é naturalmente a estabilidade dos agricultores. O que está aqui em cauda é o abandono definitivo de uma logica de apoio direto ao rendimento, este sim estável, por uma lógica de seguros ao rendimento, copiando o modelo norte-americano. A volatilidade dos preços combate-se com instrumentos públicos de regulação e não com instrumentos financeiros.

>
  • União Europeia
  • Intervenções
  • Parlamento Europeu

Partilhar