Nota do Gabinete de Imprensa do PCP

Sobre o estudo de impacte ambiental do uso da Base Aérea do Montijo como «aeroporto»

O estudo de impacte ambiental posto hoje em discussão pública confirma os problemas há muito denunciados e evidenciados da opção pela Base Aérea do Montijo para uso aeroportuário civil: uma opção que comporta enormes e insanáveis riscos para a qualidade de vida e saúde das populações, e para o habitat natural do Estuário do Tejo, a par de riscos para a navegação aérea.

A insistência na solução pela Base Aérea do Montijo só é explicável pela cedência do Governo do PS à chantagem e interesses da multinacional Vinci, concedendo-lhe a prerrogativa de, em vez de construir o Novo Aeroporto de Lisboa na zona do Campo de Tiro de Alcochete a que estaria obrigada com os lucros arrecadados desde a privatização da ANA, se libertar dessa responsabilidade com a construção de um “apeadeiro”, beneficiando ainda de novos direitos de cedência no actual aeroporto da Portela.

Mais uma vez os interesses monopolistas são colocados à frente dos interesses do País, impedindo desta vez que Portugal disponha de uma infraestrutura estratégica indispensável ao seu desenvolvimento.

>
  • Ambiente
  • Assuntos e Sectores Sociais
  • Economia e Aparelho Produtivo
  • Segurança das Populações
  • Central
  • Aeroporto

Partilhar