Pergunta Escrita à Comissão Europeia de João Pimenta Lopes no Parlamento Europeu

Sobre a ameaça de insolvéncia da TÊXTIL GRAMAX INTERNACIONAL

A Triumph International esteve implantada em Portugal desde 1961, sedeada em Sacavém, no concelho de Loures, onde laborou durante mais de 50 anos. Em maio de 2016, a Administração decidiu a venda da empresa à Têxtil Gramax Internacional. A empresa emprega mais de 400 trabalhadores.
Passados 12 meses, os trabalhadores e o Sindicato dos Trabalhadores Têxteis, Lanifícios, Vestuário, Calçado e Curtumes do Sul denunciaram as intenções da empresa de redução de 150 postos de trabalho, por via de um plano de restruturação, que confrontou os trabalhadores com propostas de rescisão por mútuo acordo, sem direito a indemnização, confirmando na verdade que, o objetivo da empresa era um processo de despedimento coletivo encapotado.
No passado dia 13 de dezembro, os trabalhadores foram informados pela empresa da decisão de avançar com um processo de insolvência.
Esta situação é da maior gravidade, quer pelo desemprego criado, quer pelo sério prejuízo para as famílias e para a realidade económica e social do concelho de Loures e do distrito de Lisboa.
Pergunto à Comissão se esta empresa beneficiou em 2016 ou em 2017 de verbas de fundos europeus e para que fins.
Pergunto ainda que fundos europeus podem ser cativados para apoio ao sector textil, nomeadamente na valorização e modernização das empresas.

>
  • União Europeia
  • Perguntas
  • Parlamento Europeu

Partilhar