Nota do Gabinete de Imprensa dos Deputados do PCP ao PE

Sandra Pereira interpelou Ursula von der Leyen, candidata a Presidente da Comissão Europeia

Sandra Pereira, deputada do PCP no Parlamento Europeu, interpelou Ursula von der Leyen, candidata a Presidente da Comissão Europeia, aquando da sua apresentação, esta manhã, no Grupo Confederal GUE/NGL no PE.

As questões colocadas pela deputada do PCP centraram-se nas recentes recomendações feitas pela Comissão Europeia a Portugal que, uma vez mais, insistem nos cortes nos serviços públicos, no desinvestimento público e em limitações ao desenvolvimento do País. Sobre o próximo quadro financeiro plurianual da União Europeia foi questionada a opção pelo aumento das despesas para o militarismo ao mesmo tempo que se corta nos fundos para a coesão económica e social, mantendo-se a divergência entre países da União Europeia, atingindo particularmente países como Portugal.
Pelas suas respostas, ficou claro que a candidata a Presidente da Comissão Europeia insiste no aprofundamento das políticas federalistas de afronta à soberania dos Estados; das políticas neoliberais, de ataque aos direitos laborais e sociais, aos serviços públicos e às funções sociais do Estado; das políticas militaristas e securitárias. Isto é, no aprofundamento das políticas da União Europeia que já demonstraram ser gravosas para os trabalhadores e os povos.

Os deputados do PCP no Parlamento Europeu reafirmam a rejeição de tal caminho que é contrário aos direitos e às legítimas aspirações dos trabalhadores, do povo e do País, e continuarão a defender firmemente os interesses nacionais e a pugnar por uma efectiva Europa de cooperação entre Estados soberanos e iguais em direitos, de progresso social e de paz.

>
  • União Europeia
  • Notas de Imprensa
  • Parlamento Europeu

Partilhar