Intervenção de Elsa Severino, membro da Comissão Politica da Direcção Nacional da JCP , Comício da Festa do «Avante!»

Queremos o que é nosso por direito e não abdicaremos de nada

Queremos o que é nosso por direito e não abdicaremos de nada

Viva a Festa do Avante!

A festa que a todos pertence, e onde se respira a liberdade, a solidariedade, a camaradagem e a amizade.

Daqui saudamos todos aqueles que ergueram a Festa.

Saudamos as centenas de jovens, entre eles dezenas de amigos da JCP, que passaram pela Quinta da Atalaia e ajudaram a construir a nossa Festa e a bela Cidade da juventude. Construída com as nossas próprias mãos, ponto de encontro da juventude e reflexo das suas lutas.

São milhares e milhares de jovens que aqui passam os três dias, transformando a Festa do Avante na grande festa da juventude!

Saudamos, em particular os mais de 300 que durante estes três dias de alegria e luta, tomaram partido, e se juntaram à Juventude Comunista Portuguesa.

Novas forças que se juntam aos mais de 700 que desde Maio decidiram apoiar a Coligação Democrática Unitária.

Novas forças que vieram reforçar a Juventude CDU, tomando como sua a luta diária pelos direitos da juventude.

É com todos eles e com os milhares que se irão juntar a nós que derrotaremos a política de direita, venha ela de onde vier.

“Que seja agora, queremos o que é nosso!” Queremos o que é nosso por direito e não abdicaremos de nada!

Camaradas, sabemos bem o que PS,PSD e CDS nos têm para oferecer:

Trabalho precário, exploração, desemprego, emigração forçada, falta de condições nas escolas e propinas.

Basta! Queremos a educação, queremos o trabalho, a saúde, o desporto, a cultura. Queremos e temos direito a ser felizes no nosso país!

E é com enorme confiança que aqui estamos! Confiança que vem da luta que milhares de estudantes do ensino básico e secundário e superior levam por diante pela educação pública, gratuita e de qualidade. Confiança na luta que os jovens trabalhadores travam pelo trabalho com direitos.

Confiança na juventude e na sua luta que levou milhares de jovens a participar na marcha “A força do povo”.

Não arredamos pé por mais que sejam as mentiras, as ilusões, a demagogia! Queremos saber do nosso presente, queremos saber do nosso futuro, queremos comandar as nossas vidas e lutamos.

Dia 4 de Outubro, lá estaremos a levar a luta até ao voto, pelos nossos direitos! Não temos medo, nem receio porque todos os dias estamos nas escolas e nos locais de trabalho, haja ou não eleições.

Vamos sair deste combate eleitoral, com um grande resultado, com mais força, com mais braços para no dia 5 de Outubro continuarmos na rua a lutar e a construir o Portugal de Abril.

Os jovens portugueses são construtores da alternativa e contam com a organização revolucionária da juventude, a Juventude Comunista Portuguesa, com a sua alegria, força e confiança.

E podem ter a certeza que esta chama que nos alimenta os sonhos, nos dá orgulho e força para enfrentar as lutas de todos os dias. Esta chama que nos enche de orgulho em sermos comunistas não se apagará, será cada vez maior e cada vez mais forte.

Viva a Festa do Avante!
Viva a Juventude Comunista Portuguesa!
Viva o Partido Comunista Português!

>
  • Central

Partilhar