Posições Políticas

Sobre a posição do PS face à Lei de Bases da Saúde

Sobre a posição do PS face à Lei de Bases da Saúde

1. O anúncio de um desacordo entre PS e PSD a propósito da Lei de Bases da Saúde não ilude nem disfarça a convergência de opções entre estes dois partidos em importantes matérias quanto à política de saúde.

2. Face ao desafio lançado pelo PS para que, em nome da alteração da Lei de Bases de 1990, reconhecidamente contrária ao Serviço Nacional de Saúde (SNS), o PCP venha a aprovar o texto que PS e Governo querem impor, o PCP reafirma a sua posição de sempre de garantir a defesa e salvaguarda do SNS e do direito de acesso aos cuidados de saúde de todos os portugueses.

Sobre as medidas anunciadas em Conselho de Ministros para a Ferrovia

Sobre as medidas anunciadas em Conselho de Ministros para a Ferrovia

O Governo anunciou hoje, após a reunião do Conselho de Ministros, um conjunto de medidas dirigidas à ferrovia para procurar «garantir adequados padrões de fiabilidade, regularidade, qualidade e atractividade do serviço público ferroviário». São no essencial medidas que o PCP há muito reclamava, e que, a serem concretizadas, vão em sentido contrário ao rumo que a política de direita tem imposto à ferrovia desde os anos 90.

Aqui estamos de cabeça erguida a dizer aos trabalhadores e ao povo do distrito de Lisboa que podem continuar a contar connosco

Aqui estamos de cabeça erguida a dizer aos trabalhadores e ao povo do distrito de Lisboa que podem continuar a contar connosco

Neste primeiro Acto Público da candidatura da nossa Coligação Democrática Unitária pelo Círculo Eleitoral de Lisboa às próximas eleições legislativas, apresento as minhas cordiais saudações a todos vós, aos membros do Partido Ecologista «Os Verdes», da Intervenção Democrática, aos membros do meu partido – o Partido Comunista Português –, aos muitos independentes que estão connosco neste grande projecto da CDU.

Sobre o Estatuto dos Magistrados do Ministério Público e o combate à corrupção

Sobre o Estatuto dos Magistrados do Ministério Público e o combate à corrupção

Continuam na ordem do dia as questões em torno da corrupção e da autonomia do Ministério Público. Questões que, não sendo novas, se acentuam no debate público num momento decisivo do processo em curso de discussão do Estatuto dos Magistrados do MP.

São conhecidas as posições, antigas e recentes, do PSD e do seu presidente, que não escondem a intenção de impôr por via legal o controlo político do Ministério Público, pondo em causa a sua autonomia constitucional.

Primeiros Candidatos às Eleições para a Assembleia da República de 2019

Primeiros Candidatos às Eleições para a Assembleia da República de 2019

Círculo Eleitoral de Lisboa

Jerónimo de Sousa

CDU divulga primeiros Candidatos às Eleições para a Assembleia da República de 2019

CDU divulga primeiros Candidatos às Eleições para a Assembleia da República de 2019

António Filipe, Heloísa Apolónia, Tiago Raposo e Miguel Tiago, António Almeida e Dulce Kurtenbach vão encabeçar, respectivamente, as listas da Coligação PCP-PEV nos círculos eleitorais de Santarém, Leiria, Faro, Viseu, Açores e Fora da Europa.

A CDU vai para estas eleições para avançar, para alargar a influência nos círculos eleitorais em que elege e para disputar a eleição de deputados em círculos eleitorais onde não tem elegido deputados.

A apresentação dos candidatos associa-se à preparação e divulgação das linhas essenciais dos programas eleitorais do PCP e do PEV.

Ver vídeo
É urgente romper com a política de direita de décadas de governos de PS, PSD e CDS

É urgente romper com a política de direita de décadas de governos de PS, PSD e CDS

Com este Acto Público e com a presença e intervenção do primeiro candidato e actual deputado, João Dias, aqui estamos a dar o primeiro passo da candidatura da CDU pelo Círculo Eleitoral de Beja às eleições para Assembleia da República do próximo dia 6 de Outubro.

Partimos para este novo combate eleitoral com uma reforçada confiança. Confiança desde logo no trabalho realizado pelo nosso camarada João Dias, como deputado por este distrito e a favor das suas populações, mas também pelo papel que desempenhou para assegurar a defesa dos interesses dos trabalhadores e do povo português.

Programa Nacional da Política de Ordenamento do Território - Uma oportunidade perdida

Programa Nacional da Política de Ordenamento do Território - Uma oportunidade perdida

A primeira revisão do Programa Nacional da Política de Ordenamento do Território (PNPOT), que na prática se transformou num processo de criação de um novo programa, constituiu uma oportunidade perdida para inscrever as políticas estruturais e as medidas necessárias para o desenvolvimento harmonioso e equilibrado do território no plano económico, social e ambiental, e para a coesão territorial e a eliminação de assimetrias regionais.