Posições Políticas

Resolução Política do 5.º Encontro Nacional do PCP sobre a Saúde em Portugal

Abertura

O 5.º Encontro Nacional do PCP sobre a saúde em Portugal realiza-se num momento particularmente difícil da vida do Serviço Nacional de Saúde (SNS). Apesar de todos os avanços nos indicadores de saúde com a implementação do SNS, os cerca de 39 anos da sua existência não têm sido fáceis. Alvo de uma prolongada ofensiva, o SNS está hoje fortemente condicionado na sua missão constitucional de garantir o acesso à saúde a todos os portugueses.

5.º Encontro Nacional do PCP sobre a saúde em Portugal

5.º Encontro Nacional do PCP sobre a saúde em Portugal

Para o PCP os direitos sociais dos trabalhadores e de todos os cidadãos são direitos fundamentais e parte integrante da democracia avançada que propõe ao povo português. Direitos sociais fundamentais, onde se integra, entre outros, o direito saúde assegurado por um SNS universal, geral e gratuito, com gestão eficiente, participada e descentralizada.

Serviço nacional de Saúde Público e de Qualidade - direito à saúde para todos

Serviço nacional de Saúde Público e de Qualidade - direito à saúde para todos

Camaradas e amigos

Bom dia a todos

Se quisermos utilizar uma linguagem mais técnica adequada à iniciativa que estamos a realizar, podemos afirmar que depois do diagnóstico feito, o Serviço nacional de Saúde está doente. Não uma doença incurável, mas que há muito está detectada e muito pouco tem sido feito para a curar.

«O PCP continuará a lutar, com os trabalhadores, o povo e a sua luta pela ruptura com a política de direita»

«O PCP continuará a lutar, com os trabalhadores, o povo e a sua luta pela ruptura com a política de direita»

Uma forte saudação a todos os presentes e por vosso intermédio aos trabalhadores e ao povo desta terra, deste concelho de Anadia e deste distrito.

Hoje, estamos aqui, dando continuidade à campanha nacional do PCP pela valorização do trabalho e dos trabalhadores, essa componente essencial da política patriótica e de esquerda que o PCP propõe ao País.

O Programa de Estabilidade, o Plano Nacional de Reformas e a iniciativa do PCP

O Programa de Estabilidade, o Plano Nacional de Reformas e a iniciativa do PCP

1- O Programa de Estabilidade e o Plano Nacional de Reformas são documentos da exclusiva responsabilidade do Governo que os apresenta perante a Comissão Europeia e reflectem a opção de aceitar os critérios decorrentes das imposições da UE e da submissão ao Euro. Foi a cedência a essas imposições, assumida por sucessivos governos, que conduziu o País a uma grave situação a que urge dar resposta. Para o PCP, o Programa de Estabilidade e o Plano Nacional de Reformas não decidem, nem podem condicionar as decisões que cabem aos órgãos de soberania, incluindo, em relação ao Orçamento do Estado.

Sobre o acordo do Governo do PS com o PSD celebrado entre Rui Rio e António Costa em matéria de transferência de competências para as Autarquias Locais e de Quadro Financeiro Plurianual da UE

Sobre o acordo do Governo do PS com o PSD celebrado entre Rui Rio e António Costa em matéria de transferência de competências para as Autarquias Locais e de Quadro Financeiro Plurianual da UE

1. O acordo hoje subscrito ao mais alto nível entre o PS e o PSD quanto à transferência de competências para as autarquias e sobre o próximo Quadro Financeiro Plurianual da União Europeia “Portugal 2030” reveste-se de um inegável significado político. Significado não só expresso na relevância política das matérias em causa mas pela ostensiva visibilidade e notoriedade que se lhe decidiu atribuir.

Ver vídeo
Visita ao Hospital de São José

Visita ao Hospital de São José

No âmbito da preparação do Encontro Nacional do PCP sobre saúde uma delegação do PCP, com a participação de Jerónimo de Sousa, realizou uma visita ao Hospital de São José na qual efectuou encontros com a Administração e com representantes dos trabalhadores.

Ver vídeo
Visita ao Centro de Saúde da Quinta do Conde

Visita ao Centro de Saúde da Quinta do Conde

No quadro da preparação do Encontro Nacional do PCP sobre saúde uma delegação do PCP, com a participação de Jerónimo de Sousa, realizou uma visita ao Centro de Saúde da Quinta do Conde na qual efectuou encontro com a Administração e a Comissão de Utentes.

Não basta fazer crescer a economia. É preciso que ela seja colocada ao serviço de todos!

Não basta fazer crescer a economia. É preciso que ela seja colocada ao serviço de todos!

As mais fraternas saudações a todos os delegados e convidados presentes na X Assembleia da Organização Regional de Leiria do PCP.

O tempo corre veloz. Dois anos e meio separam-nos já do momento em que, com a iniciativa e o contributo decisivo do PCP, a luta dos trabalhadores e do povo e o voto dos portugueses, se pôs fim a um governo que ampliou os traços mais negativos da política de direita, imposta ao País, anos atrás de anos, por sucessivos governos do PS, PSD e CDS e que haveria de arruinar ainda mais a vida dos portugueses e agravar todos os problemas nacionais.