PCP

Conteúdo sindicado
Não escolhemos o caminho mais fácil, mas aquele que serve os trabalhadores, o povo e o País

Intervenção de , Secretário-Geral, Seixal, Comício «Luta e confiança - Por um Portugal com Futuro»

Não escolhemos o caminho mais fácil, mas aquele que serve os trabalhadores, o povo e o País

No comício realizado no Seixal, Jerónimo de Sousa sublinhou "os trabalhadores e o povo podem contar com a nossa luta e a nossa determinação contra o desemprego e pela criação de emprego, contra a precariedade, pela defesa do direito ao trabalho e ao trabalho com direitos. Podem contar com o PCP na luta para defender, repor e conquistar rendimentos e direitos usurpados nestes anos de PEC e de Troika. Podem contar com a nossa determinação de afirmar Portugal como um País soberano e aberto ao mundo".

Faleceu José Boavida

No falecimento de José Boavida o Sector Intelectual da Organização Regional de Lisboa do PCP apresenta as sentidas condolências a toda a sua família.

Cem dias após as eleições de 4 de Outubro PCP leva a efeito uma Jornada Nacional de Esclarecimento

1. Passam amanhã, 14 de Janeiro, cem dias após as eleições legislativas de 4 de Outubro. O voto dos portugueses impôs a derrota do PSD e CDS-PP e da sua política, criando condições para a inversão do rumo de empobrecimento e declínio do País destes últimos anos.

Domingos Abrantes eleito para o Conselho de Estado

Domingos Abrantes eleito para o Conselho de Estado

Domingos Abrantes, indicado pelo PCP, foi hoje escolhido pelos deputados como um dos representantes da Assembleia da República no Conselho de Estado, órgão político de consulta do Presidente da República.

Comunicado do Comité Central do PCP, de 13 de Dezembro 2015

O Comité Central analisou os desenvolvimentos do quadro político resultante da derrota do Governo PSD/CDS-PP e da entrada em funções do Governo PS, avaliou a situação económica e social com que os trabalhadores e o povo estão confrontados; identificou o desenvolvimento da luta de massas como elemento central para repor direitos e rendimentos e garantir a elevação das condições de vida; aprofundou as medidas em curso para o reforço da organização do Partido, da sua ligação às massas, da sua iniciativa política e de outras tarefas imediatas, nomeadamente no âmbito da candidatura de Edgar Silva à Presidência da República e decidiu marcar o XX Congresso do PCP para 2, 3 e 4 de Dezembro de 2016.

Sobre a reunião do Comité Central do PCP Lisboa de 13 de Dezembro de 2015

Declaração de , Secretário-Geral, Conferência de Imprensa

Sobre a reunião do Comité Central do PCP Lisboa de 13 de Dezembro de 2015

O Comité Central analisou os mais recentes desenvolvimentos da situação política nacional, bem como a situação económica e social do País e aspectos da situação internacional. Identificou as tarefas imediatas e direcções de trabalho do Partido.

Faleceu Maria Eugénia Cunhal

O Secretariado do Comité Central do Partido Comunista Português informa, com profunda mágoa e tristeza, do falecimento, aos 88 anos, de Maria Eugénia Cunhal, militante comunista, com uma vida dedicada à luta contra o fascismo, pela liberdade, contra a exploração capitalista, pela democracia, pela paz, o socialismo e o comunismo.

Representação do PCP na tomada de posse do Governo

O PCP far-se-á representar na tomada de posse do XXI Governo Constitucional por João Oliveira, presidente do Grupo Parlamentar do PCP na Assembleia da República e membro da Comissão Política do Comité Central do PCP.

Intervenção de , membro do Comité Central e Director das Edições «Avante!», Lisboa, Apresentação do VI Tomo das Obras Escolhidas de Álvaro Cunhal

Lançamento do Tomo VI das Obras Escolhidas de Álvaro Cunhal

Os textos reunidos no presente tomo são provenientes do período que vai de Janeiro de 1976 até às vésperas do VIII Congresso do PCP que se realizou de 11 a 14 de Novembro do mesmo ano.

Neste VI tomo está bem evidente a política de unidade do PCP

Intervenção de , Secretário-Geral, Lisboa, Apresentação do Tomo VI das Obras Escolhidas de Álvaro Cunhal

Neste VI tomo está bem evidente a política de unidade do PCP

Na sessão de apresentação do Tomo VI das Obras Escolhidas de Álvaro Cunhal, Jerónimo de Sousa sublinhou que "tomo que agora se apresenta, com início em Janeiro de 1976, está patente a esforçada intervenção e acção de um partido, dos trabalhadores, das suas organizações e do movimento popular de massas, na defesa e consolidação das conquistadas alcançadas, e pela unidade e entendimento de todas as forças democráticas na concretização de uma política ao serviço do Povo".