PCP

Virgínia de Moura foi uma mulher que levantou bem alto as bandeiras da liberdade, da democracia e do ideal da construção de uma terra sem amos

Virgínia de Moura foi uma mulher que levantou bem alto as bandeiras da liberdade, da democracia e do ideal da construção de uma terra sem amos

"Virgínia de Moura – mulher de Abril – cidadã de infatigável combatividade, resistente antifascista, intelectual comprometida com o sofrimento e as aspirações libertadoras do seu povo, revolucionária comunista, esteve sempre na primeira linha em todas as batalhas pela democracia, num percurso feito de firmeza de convicções, integridade, coragem moral e física, sensibilidade humana".

Ver vídeo
Apresentação do Programa Eleitoral do PCP às Eleições Legislativas 2015

Apresentação do Programa Eleitoral do PCP às Eleições Legislativas 2015

O PCP apresenta hoje o seu Programa Eleitoral. Um Programa que confirma e demonstra que há solução para os problemas nacionais, que há uma outra política, patriótica e de esquerda, capaz de assegurar o desenvolvimento do País, o progresso social, a elevação das condições de vida dos trabalhadores e do povo, a afirmação de Portugal enquanto nação soberana e independente.

Comunicado do Comité Central do PCP, de 28 de Junho de 2015

O Comité Central do PCP, reunido a 28 de Junho de 2015, abordou aspectos da situação política, económica e social; destacou a importância da Marcha Nacional “A Força do Povo”; debateu e fixou as principais direcções de trabalho com vista às eleições legislativas, para a luta dos trabalhadores e do povo e para o reforço do Partido.

Ver vídeo
Sobre a reunião do Comité Central do PCP de 28 de Junho de 2015

Sobre a reunião do Comité Central do PCP de 28 de Junho de 2015

O Comité Central abordou aspectos da situação política, económica e social nacional e debateu e fixou as principais direcções de trabalho com vista às eleições legislativas, para a luta dos trabalhadores e do povo e para o reforço do Partido.

VII Assembleia da Organização do Sector Intelectual da Organização Regional de Lisboa

VII Assembleia da Organização do Sector Intelectual da Organização Regional de Lisboa

A VII Assembleia que se realiza numa conjuntura política nacional e internacional de grande complexidade e de grande ofensiva ideológica contra direitos e conquistas civilizacionais, cujo lema “Intelectuais no combate do povo. Organizar – intervir – Unir”, reflecte bem um objectivo central da nossa intervenção num momento em que é fundamental alargar a frente social de luta: Organizar para melhor intervir.

Ver vídeo
Apresentação da edição de 2015 da Festa do Avante!

Apresentação da edição de 2015 da Festa do Avante!

Apresentamos hoje alguns dos principais destaques do programa da 39ª Festa do Avante, que este ano se realiza a 4, 5 e 6 de Setembro na Atalaia, Amora, Seixal e que a edição de amanhã do Avante! tratará de forma desenvolvida.

Marcha Nacional: Uma poderosa afirmação de confiança

A Comissão Política do Comité Central do PCP reafirma que a Marcha do próximo sábado pode e deve constituir um momento de mobilização de todos quantos têm sido atingidos nos seus direitos e dignidade pela política de direita; de todos quantos não se conformam com o rumo de exploração e empobrecimento a que querem condenar o Pais, de todos quantos querem condenar o actual governo e a sua maioria; de todos quantos lutaram e lutam em defesa dos serviços públicos, pelos direitos à saúde e à educação, ao emprego, ao salário, à pensão de reforma, aos apoios às crianças e jovens; de todos os que dão valor ao trabalho, honestidade e competência e não aceitam a corrupção e a degradação do País; de todos quantos não se conformam com a vergonhosa submissão externa do País e não aceitam que seja a senhora Merkel ou o directório de potências da União Europeia a ditar a política nacional.

Ver vídeo
Apresentação dos objectivos e eixos essenciais do Programa Eleitoral do PCP

Apresentação dos objectivos e eixos essenciais do Programa Eleitoral do PCP

Há solução para os problemas nacionais, há uma outra política capaz de assegurar o desenvolvimento do País, o progresso social, a elevação das condições de vida dos trabalhadores e do povo. Há uma política alternativa capaz de romper com o rumo de declínio do País e que os portugueses não têm de escolher entre os dois males que os partidos da política de direita propõem.