Nota do Gabinete de Imprensa do PCP

Liberdade para os presos políticos palestinianos em prisões israelitas

Liberdade para os presos políticos palestinianos em prisões israelitas

Cumprido um mês de greve de fome de cerca de 1500 presos políticos palestinianos detidos em prisões de Israel, o PCP reafirma a exigência da sua libertação e a solidariedade para com a sua luta pelo respeito dos seus direitos e dignidade.

Ao longo deste último mês, a solidariedade do PCP foi expressa de múltiplas formas, entre as quais a apresentação de um voto na Assembleia da República – através do qual o parlamento português manifestou a sua solidariedade para com os presos políticos palestinianos em prisões israelitas –, bem como por via da sua intervenção no Parlamento Europeu.

Os patriotas palestinianos, através do dramático recurso à greve da fome, protestam e lutam contra a tortura e a outras formas de tratamento cruel, degradante e desumano a que são sujeitos, pelo acesso à assistência médica e medicamentosa, pela possibilidade de aceder aos respectivos processos, reunir com a defesa e receber visitas de familiares.

Denunciando o agravamento da repressão e as condições de detenção por parte das autoridades israelitas e o chocante silêncio de órgãos da comunicação social relativamente à luta dos prisioneiros políticos palestinianos – silêncio que contrasta com as violentas campanhas de desinformação que, instrumentalizando os direitos humanos, branqueiam as operações de desestabilização e agressões imperialistas contra Estados soberanos –, o PCP apela ao reforço da solidariedade para com esta justa luta.

O PCP reafirma a sua solidariedade para com a luta do povo da Palestina pelo respeito e concretização dos seus inalienáveis direitos nacionais, contra a ocupação sionista, pelo direito à constituição de um Estado livre, viável e soberano com as fronteiras de 1967 e capital em Jerusalém Leste.

O PCP considera que o Governo português deverá pugnar e agir, no respeito pela Constituição da República e no quadro do Direito Internacional, pelos direitos do povo palestiniano, nomeadamente pelo respeito dos direitos dos presos políticos palestinianos em prisões israelitas e pela sua libertação.

>
  • Central
  • Declarações e Comunicados do PCP
  • Paz e Solidariedade
  • Israel
  • palestina
  • presos políticos
  • prisões

Partilhar