Partido Comunista Português
PS e PSD cedem à especulação e avançam com mais sacrifícios
Quarta, 28 Abril 2010
euros.jpgEm declarações à rádio Comunic, Vasco Cardoso, da comissão política do Comité Central denunciou o aproveitamento que PS e PSD estão a realizar da operação contra os interesses nacionais lançada a partir da agências de notação que estão ao serviço do grande capital e, ao mesmo tempo que exigiu uma enérgica tomada de posição do Estado português para que se ponha fim a este verdadeiro assalto aos  recursos nacionais, apelou à intensificação da luta contra o PEC e a política de direita.

Em vez de uma enérgica rejeição à operação especulativa que está a ser lançada sobre o nosso país por parte das chamadas agências de notação ao serviço do grande capital transnacional e das grandes potencias, PS e PSD estão a aproveitar este momento para irem mais longe na imposição de mais sacrifícios aos trabalhadores e ao Povo português.

A concertação entre PS e PSD não irá trazer nada de novo, não irá parar com a especulação nem com o roubo que está a ser feito ao país, destina-se isso sim a aprofundar os aspectos mais negativos da política de desastre económico e social de que ambos têm sido responsáveis ao longo dos últimos 34 anos.

O PCP considera necessário rejeitar veementemente pressões e ingerências externas. A grave situação em que o país se encontra, só pode ser resolvida com uma ruptura patriótica e de esquerda , e por uma decidida intervenção contra a especulação financeira, na defesa dos interesses nacionais, na valorização do nosso aparelho produtivo, na melhoria dos salários e das pensões. O momento que vivemos torna mais clara a necessidade de intensificar a luta contra o PEC e a política de direita, desde logo por uma combativa participação na jornada de luta do 1º de Maio.