Partido Comunista Português
Incapacidade do Governo português provoca encerramento do consulado em Londres - Comunicado da Direcção da Organização na Emigração do PCP
Domingo, 13 Julho 2003
14 de Julho de 2003

O consulado de Portugal em Londres foi obrigado a encerrar as portas por falta de funcionários que garantissem o atendimento ao público.

Esta manhã as centenas de portugueses que se deslocaram ao consulado de Portugal depararam com uma informação a anunciar uma redução das habituais senhas de atendimento por falta de pessoal no consulado. Uma situação que provocou legitima revolta numa grande parte dos emigrantes, alguns deles deslocaram-se centenas de quilómetros. Pois desde há muito tempo que os serviços estão a funcionar com redução de pessoal, situação esta que tem sido colmatada em parte com o recurso a contratados. O Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) reconheceu esta situação e prometeu colocar mais funcionários, só que, em vez de reforçar o quadro de pessoal, o MNE, que por razões meramente economicistas, decidiu não aceitar a renovação dos contratos de 4 funcionários contratados a termo certo, agravou a situação pelo facto de alguns funcionários já se encontrarem de férias.

O PCP manifesta a sua total solidariedade com os trabalhadores consulares que desde há muito tempo têm vindo a alertar a tutela para as consequências da ausência de medidas com vista à resolução do problema, ou seja, o reforço de pessoal para atendimento ao público naquele que é o único consulado de carreira a funcionar em todo o Reino Unido.

O PCP condena esta política de obediência cega às restrições orçamentais que prejudica em primeiro lugar os portugueses que necessitam recorrer aos serviços consulares, mas causa também prejuízos sérios à imagem de Portugal no estrangeiro.