Partido Comunista Português
Viva o povo de Timor Leste independente! Nota da Direcção da Organização na Emigração do PCP
Domingo, 19 Maio 2002

O dia 20 de Maio de 2002 ficará, sem dúvida, na História como a data da criação do primeiro Estado do Século XXI. Mas fundamentalmente tal dia marca o virar de uma nova página na luta do povo timorense (que tanto lutou e resistiu para que, finalmente, este dia chegasse) pelo progresso e bem-estar social e que mostra que vale a pena lutar.

Os emigrantes comunistas, espalhados pelo mundo, que nas horas de luta e resistência, tanto contribuíram para o desenvolvimento de acções de solidariedade nos países onde se encontram, associam-se a este dia de alegria e saúdam, calorosamente, o povo timorense pela consagração da sua independência.

Os emigrantes portugueses orgulham-se do facto do PCP, desde a primeira hora e sem vacilações, sempre ter defendido a independência de Timor.

Naturalmente que o futuro aguarda muitas dificuldades. Não podemos esquecer que o território de Timor Leste foi praticamente destruído pela Indonésia que durante mais de 20 anos ocupou e oprimiu o seu povo, no total desrespeito pelo direito internacional e, quantas vezes, com a tolerância da comunidade internacional.

Portugal, o Governo Português, deve manter todo o apoio possível a Timor Leste que faz, desde hoje, parte integrante da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP).

O povo timorense necessita de um apoio justo e desinteressado que contribua, não só para a consolidação da independência, criação de infra-estruturas básicas para o funcionamento do Estado, mas também de apoios para o desenvolvimento da economia e das estruturas da saúde e da educação. A comunidade internacional não se pode furtar a esse apoio.

Viva a independência de Timor Leste !

Viva a amizade entre o povo português e o povo timorense !