Partido Comunista Português
Uma prenda de Natal rejeitada pelas comunidades - Nota da Direcção da Organização na Emigração do PCP
Quinta, 02 Janeiro 2003

O Governo PSD/CDS-PP escolheu o dia 23 de Dezembro para anunciar, em conferência de imprensa, a prenda que resolveu dar às comunidades portuguesas nas festas de final do ano - a do encerramento de postos consulares.

O Governo pretende encerrar 7 consulados: Bayonne, Rouen, Reims, Nancy (França), Hong Kong (China) e Porto Alegre (Brasil), incluindo o de Osnabruck (Alemanha) que levou a uma forte movimentação por parte da comunidade portuguesa que tem trazido a público dados suficientes para justificar a permanência deste posto consular.

O Governo fundamenta estas medidas no facto da “rede dos postos consulares portugueses no estrangeiro encontrar-se profundamente desajustada face à actual realidade das comunidades portuguesas”. Mas são as comunidades portuguesas que protestam contra as intenções de encerramento.

O PCP recorda que apresentou na Assembleia da República 30 requerimentos dirigidos ao Governo sobre a situação da rede consular em 29 países, já passaram cerca de 2 meses e ainda não recebemos uma única resposta. Onde está a fundamentação para proceder ao encerramento dos postos já anunciados e de outros que estão em carteira?

O PCP não pode deixar de denunciar, quer pela forma quer pelo conteúdo, as medidas agora anunciadas pelo Governo que estão desprovidas de um levantamento sério que as justifiquem e são claramente marcadas por preocupações economicistas que não tem em conta o interesse nacional e os interesses das comunidades portuguesas.