Intervenção

Intervenção da deputada<br />Debate BSE

A situação actual, de multiplicação de casos de BSE na União Europeia, em resultado do avanço da utilização de testes, torna claro que não basta fazer declarações de intenções relativamente à reforma da PAC, mas que é necessário ir ao fundo do problema e avançar rapidamente para uma verdadeira reforma da actual política agrícola comum.Os constrangimentos orçamentais e comunitários não podem ser desculpa para não se tomarem as medidas indispensáveis à resolução do problema ou de apoios aos agricultores que criam gado bovino.A reforma da PAC que urge realizar não deve ter como objectivo as poupanças orçamentais, mas sim o reequilíbrio na distribuição das ajudas entre países, produtores e produções, tendo em conta as especificidades regionais e a realidade de cada Estado-Membro. Como a novas necessidades devem corresponder novos meios, o que se torna necessário é uma revisão do actual quadro financeiro decidido em Berlim em 1999.Por último, uma referência a Portugal, para questionar o senhor Comissário sobre a injustiça da manutenção deste único embargo às exportações num quadro em que há uma significativa baixa de casos, enquanto noutros países não pára de aumentar.

>
  • Ambiente
  • Intervenções
  • Parlamento Europeu

Partilhar