Pergunta Escrita à Comissão Europeia de Miguel Viegas no Parlamento Europeu

Impacto do acordo de livre comércio com Austrália e Nova Zelândia no setor vitivinícola

No quadro no anúncio de negociações visando estabelecer acordos de livre comércio entre a UE e a Austrália assim como com a Nova Zelândia, chegam-nos preocupações do setor vitivinícola relativamente ao risco que tal abertura representaria para os já parcos rendimentos dos produtores.
 
A Austrália, juntamente com o Chile, a Califórnia, a Argentina, a África do Sul e a Nova Zelândia, representam os novos produtores mundiais com o chamado "vinho do novo mundo" que passou, em menos de 10 anos de 8 a 16% da superfície mundial em vinha. O aumento das exportações de vinho da Austrália foi de 586% entre 1995 e 2005. Este vinho assenta numa produção industrial intensiva com 4 empresas australianas responsáveis por 65% da produção.
 
Pergunto à Comissão Europeia se foram realizados estudos de impacto destes acordos ao nível do setor vitivinícola europeu e quais os resultados. Pergunto igualmente se as normas contidas no acordo UE-Austrália sobre comércio de vinho, atualmente em vigor, irão manter-se, designadamente no reconhecimento das denominações de origem e no reconhecimento dos métodos de produção tradicionais.

>
  • União Europeia
  • Perguntas
  • Parlamento Europeu

Partilhar