Financiamento da investigação em ecologia, ciências florestais e ciências agrárias

A escala temporal da investigação em ecologia, nas ciências florestais ou nas ciências agrárias é distinta da de outras áreas científicas. Resumidamente, é necessário muito mais tempo para obter resultados, o que exige um tempo de duração dos projectos de investigação necessariamente maior e implica uma maior dificuldade em suscitar o interesse e o envolvimento por parte das empresas, interessadas em ciclos e ritmos de rentabilidade que nem sempre se compadecem com a referida escala temporal.
As regras de financiamento – quer nacionais quer europeias – dos projectos de I&D nestas áreas nem sempre têm conta esta especificidade, o que acarreta prejuízos para o trabalho dos investigadores e para os seus resultados.

Em face do exposto, solicitamos à Comissão Europeia que nos informe sobre de que forma a especificidade destas áreas científicas poderá ser tida em melhor conta ao nível das regras de financiamento dos programas e medidas actualmente existentes. Considera a possibilidade de propor alterações a estas regras de forma a melhor contemplar estas especificidades?

>
  • Educação e Ciência
  • Perguntas
  • Parlamento Europeu