Intervenção de Jaime Toga, Membro da Comissão Política do Comité Central, Encontro Nacional «Alternativa patriótica e de esquerda. Soluções para um Portugal com futuro»

Saudação de abertura do Encontro Nacional

Saudação de abertura do Encontro Nacional

Bom dia camaradas participantes, camaradas e amigos convidados.

Bem vindos ao Encontro Nacional do PCP.

Bem vindos ao concelho de Matosinhos e à região do Porto.

Bem vindos a esta terra de confiança e alegria, de trabalho e luta. Luta que nas últimas semanas encontrou expressão nas acções dos trabalhadores da Petrogal, da Ficocables, das cantinas escolares, do comércio, dos centros de contacto e de diversos serviços da administração pública central e local.

É olhando para estes muitos exemplos de luta que daqui lembramos e confirmamos o nosso compromisso com os trabalhadores e o povo, combinando a intervenção por objectivos imediatos com a luta pela política alternativa patriótica e de esquerda e o projecto do PCP de Democracia Avançada – os Valores de Abril no futuro de Portugal.

Camaradas e amigos.

A realização deste Encontro teve um trabalho preparatório, com o envolvimento de diversos camaradas, nas mais variadas tarefas. Camaradas a quem agradecemos e valorizamos o contributo militante.

Mas deixem-me sublinhar também que a concretização desta iniciativa conta com a importante disponibilidade e colaboração dos Bombeiros Voluntários de Leixões, do Leixões Sport Clube e da Câmara Municipal de Matosinhos, particularmente dos trabalhadores da Divisão de Conservação do Espaço Público, da Divisão de Educação, da Divisão de Ambiente, da Polícia Municipal e da Matosinhos Sport.

A todos eles, o nosso muito obrigado!

Nos trabalhos que agora começam pretendemos, ao longo deste dia, discutir a Alternativa Patriótica e de Esquerda.
Por aqui passará, a análise, a reflexão e as soluções para um Portugal com futuro.

Passará a valorização dos avanços, mas também a denúncia das limitações que a solução política comporta, decorrentes dos amarramentos do PS à política de direita.

Neste nosso Encontro queremos afirmar a necessidade do reforço da CDU e da sua afirmação enquanto espaço de convergência de democratas e patriotas.
O reforço da CDU para que não se ande para trás.

O reforço da CDU porque avançar é preciso!

Este é o caminho que optamos seguir.
Um caminho que o PCP escolhe e segue de forma autónoma e independente.

Por muito que custe ao grande capital e a quem o serve, é o PCP que escolhe o seu caminho, o seu rumo, as suas prioridades.

Por muito que lhes custe (e custa) apesar de terem decretado o nosso fim irreversível, mas nós resistimos e avançamos.

Por muito que lhes custe (e custa) nós fomos determinantes no afastamento do governo PSD/CDS do governo, interrompendo dessa forma o rumo de desastre e afundamento nacional.

Por muito que lhes custe (e custa) comprovou-se que o PCP tinha razão quando afirmava que não há eleições para primeiro-ministro, que nas eleições Legislativas se elegem 230 deputados e, em função de relação de forças, se há-de formar governo.

Por muito que lhes custe (e custa) provamos que não é a empobrecer os trabalhadores e o povo que o País avança, mas sim com a valorização de rendimentos e a restituição de direitos.

Por muito que lhes custe (e custa), a eles que andavam a dizer que o PCP não contava para nada, nós provamos que não há avanços que se tenha verificado na nova fase da vida política nacional que não tenham a marca da proposta, da intervenção e da luta do PCP.

Por muito que lhes custe (e custa) apenas nos grupos parlamentares do PCP e do PEV não há deputados a receber indevidamente subsídios, ou a usar moradas falsas ou a marcar presenças fictícias na Assembleia da República.

Por muito que lhes custe (e custa) nós afirmamos e reafirmamos que somos diferentes dos outros que são todos iguais.

Por muito que lhes custe (e custa) os eleitos comunistas distinguem-se dos demais porque não têm privilégios ou vantagens pessoais pelo exercício de cargos públicos, estamos cá para servir o povo e o País.

Por muito que lhes custe (e custa) nós sabemos, e tudo faremos para que todos saibam, que a garantia mais sólida que os trabalhadores e o povo têm ao seu dispor para avançar e não arriscar a andar para trás, é a sua acção e luta e também o seu apoio e voto para dar mais força ao PCP e à CDU.

É pois, com imensa confiança no projecto e na acção deste grande colectivo partidário que realizamos este nosso Encontro Nacional.

Em nome do Comité Central do PCP saúdo-vos, desejando que tenham um excelente dia de trabalho.

Bom trabalho camaradas!

>
  • Encontro Nacional do PCP «Alternativa patriótica e de esquerda. Soluções para um Portugal com futuro»
  • Central

Partilhar