Jerónimo de Sousa reclama «mais força» nas eleições autárquicas

CDU faz a diferença no concelho de Gaia

CDU faz a diferença no concelho de Gaia

De Sobral de Monte Agraço a Vila Nova de Gaia são um pouco menos de 300 quilómetros. Mas o que distancia efectivamente estes dois concelhos? O projecto político que interfere na vida das pessoas, que na CDU está assente no trabalho, na honestidade e na competência. A 18 dias das eleições autárquicas, Jerónimo de Sousa rumou para Norte.

Em Vila Nova de Gaia, concelho do distrito do Porto, a CDU tem como propósito alcançar um maior número de votos e de eleitos, assim como regressar à Câmara Municipal. Um objectivo traçado por Mário David Soares, primeiro candidato nas listas da Coligação PCP-PEV à Câmara de Vila Nova de Gaia, no contacto com a população, quarta-feira, dia 13, que se iniciou, por volta das 18 horas, na Estação do Metro João de Deus, e que contou com a presença do Secretário-Geral do PCP. Presentes estiveram também, entre outros dirigentes e candidatos, Mariana Silva, do PEV, e Jaime Toga, da Comissão Política do PCP.

Ao longo da Avenida da República, com o grupo Eiró a «comandar», as bandeiras – com o símbolo da confiança e da esperança – davam mais cor àquela grande acção, onde não faltaram os cumprimentos e os abraços sinceros, mas também o esclarecimento e o apelo. «A CDU avança, com toda a confiança» e «Vota CDU, voto eu e votas tu» foram algumas das palavras de ordem entoadas durante o percurso.

No final, junto à Câmara Municipal, Mário David Soares afirmou que Gaia é um concelho «grande» e «rico», em «diversidade e meios», mas ainda «desigual para muita gente».

«Uma Gaia para todos os gaienses» apelou o cabeça-de-lista da CDU, que criticou a dicotomia entre duas «Gaias» e defendeu uma política de coesão em todo território, com serviços públicos abrangentes, assente na variedade identitária e nas colectividades e associações do concelho que muito têm para oferecer.

«A diferença está na CDU», afirmou, sublinhando que mesmo em minoria é fundamental uma «voz» e «ouvidos» na autarquia para fiscalizar e não deixar cair em esquecimento os problemas e propostas que importam na vida das pessoas.

Vitórias e avanços

Jerónimo de Sousa, referindo-se à actual situação política, acentuou que é «preciso continuar a andar para a frente, não parar ou recuar», mas, para isso, «precisamos de mais força» também nestas eleições autárquicas. «Se tivermos mais força na Assembleia da República, mais força no Poder Local, estamos em condições de dar passos em diante, conseguir vitórias e avanços que são para o povo português», destacou.

>
  • CDU
  • Eleições Autárquicas 2017
  • Vila Nova de Gaia

Partilhar