Honório Novo
Cabeça de Lista da CDU
à Câmara Municipal de Matosinhos

Licenciado em Engenharia Electrotécnica e Professor efectivo do Ensino Secundário. Tem 50 anos.
Foi Presidente do Coral de Letras da Universidade do Porto e do Círculo de Cultura Teatral/ Teatro Experimental do Porto.
Foi Vereador na Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia entre 1990 e 1994, tendo encabeçado a Candidatura da CDU nas eleições autárquicas de 1993.
Foi deputado ao Parlamento Europeu entre 1994 e 1999 onde integrou as Comissões de Política Regional, de Pescas, de Agricultura e Desenvolvimento Rural e das Relações com os Países da América Central e o México.
Colabora regularmente com o "Jornal de Notícias" e "0 Primeiro de Janeiro".
É deputado à Assembleia da República onde integra a Comissão de Administração e Ordenamento do Território, Poder Local e Ambiente, a Comissão de Assuntos Europeus, a Subcomissão de Pescas e a Comissão de Inquérito ao acidente da ponte de Entre-os-Rios. É militante do PCP desde 1976, tendo pertencido à Direcção do Sector Intelectual do Porto e ao Executivo da Comissão Concelhia de Gaia. É membro da Direcção da Organização Regional do Porto e do Comité Central do PCP.

"(...) Aceitámos a candidatura à Câmara Municipal de Matosinhos porque aqui vivemos e porque considerámos ser possível dar o nosso contributo para melhorar a vida dos matosinhenses.

Aceitámos a candidatura à Câmara Municipal de Matosinhos de uma forma natural, com a convicção e a energia própria de quem aqui está pela primeira vez, com a entrega de quem não está já viciado nem rotinado, de quem não está a fazer uma coisa a pensar ou a desejar fazer uma outra muito diferente.

Para nós Matosinhos é a primeira e a única escolha. Nunca poderíamos sequer pensar em aceitar uma candidatura em Matosinhos, assumir compromissos para com a sua população, e estar a pensar noutros cargos noutros lugares.

Não seremos apenas a consciência crítica que falta na Câmara ou o porta voz dos que hoje não têm voz. Com as competências e capacidades das listas que iremos apresentar assumiremos a defesa das propostas e a concretização de todos os projectos que apresentarmos. Tal como aliás o fizemos até 1993, em todos os mandatos em que a CDU teve representação no Executivo Municipal, durante os quais foi marcante a competência, a eficácia, o espírito de serviço e a postura dos eleitos da CDU, ainda hoje felizmente reconhecidas e recordadas, e que, também por isso, não só confirma o posterior empobrecimento e enquistamento das gestões municipais como justifica e ainda mais reforça a necessidade de recuperar posições. Sempre, tal como no passado, no interesse de Matosinhos e dos matosinhenses.

Reafirmaremos uma prática permanente de ligação às populações e aos seus problemas, retomaremos ao nível municipal um estilo de trabalho colectivo que a todos envolva, que não personalize nem endeuse ninguém e que, pelo contrário, acarinhe e não estrangule o aparecimento de novos autarcas, mais jovens e porventura mais capazes de retomar e relançar o nos caminhos do futuro o projecto da CDU para Matosinhos.

Assumiremos assim, e sem qualquer excepção, todas as consequências e responsabilidades que a população de Matosinhos nos queira atribuir através do voto e todos os cargos que os matosinhenses nos queiram conferir nas urnas. (...)"

22 de Maio de 2001