Assembleia da República

Ver vídeo
«Ninguém pode ficar sem água ou luz, sem gás ou sem internet, nesta fase que atravessamos»

«Ninguém pode ficar sem água ou luz, sem gás ou sem internet, nesta fase que atravessamos»

Senhor Presidente,
Senhores deputados,

O surto epidémico de COVID-19 e as medidas que tiveram de ser aplicadas para combater o vírus, originaram profundos impactos económicos e sociais, no emprego, nos rendimentos, na atividade produtiva.

Perante esta realidade, perante a excecionalidade dos tempos que vivemos, é preciso que se tomem medidas para salvaguardar as condições de vida da população, para relançar a economia e a atividade produtiva.

A energia é um bem essencial para as pessoas e um determinante fator de produção.

Ver vídeo
Defendemos medidas de prevenção e apoio social e distanciamo-nos do Estado de Emergência

Defendemos medidas de prevenção e apoio social e distanciamo-nos do Estado de Emergência

Senhor Presidente,
Senhor Primeiro-Ministro,
Senhoras e senhores Deputados,

As medidas de prevenção e contenção do vírus não são as medidas do Estado de Emergência e o PCP não deixará que se confunda uma coisa com a outra.

Mantemos a nossa convicção de que Portugal necessita das medidas de prevenção e contenção do vírus e sublinhamos as reservas que motivam o nosso distanciamento em relação ao Estado de Emergência.

Ver vídeo
Propostas para reforço da protecção de direitos e resposta ao surto epidémico

Propostas para reforço da protecção de direitos e resposta ao surto epidémico

A situação que atravessamos exige medidas sérias de combate ao surto epidémico que enfrentamos, mas exige também medidas de defesa dos direitos e das condições de vida dos trabalhadores e do povo.

Ver vídeo
Alargar a capacidade de resposta do SNS. Proteger salários e rendimentos

Alargar a capacidade de resposta do SNS. Proteger salários e rendimentos

Senhor Primeiro-Ministro,

Permita-me que comece por saudar, neste momento difícil que tende a prolongar-se, os profissionais de saúde que estão na linha da frente neste combate ao surto epidémico, uma saudação extensível aos profissionais da protecção civil, bem como, às forças de segurança e a todos aqueles que garantem com o seu trabalho o funcionamento do país e os bens essenciais à vida das populações.