Nota do Gabinete de Imprensa do PCP

Apelo do PCP: Paremos a guerra antes que comece!

O PCP manifesta a sua mais viva preocupação pela extraordinária gravidade dos declarados propósitos belicistas dos EUA em relação ao Iraque.

Considerando que os preparativos militares em curso são uma expressão inequívoca dos perigos que pesam para a segurança e a paz mundial, o PCP alerta os trabalhadores e o povo português para a necessidade de travar a máquina de guerra do imperialismo norte-americano. E reafirma a sua firme condenação quanto à decisão do governo português de disponibilizar a Base das Lajes para acções militares contra o Iraque, designadamente para uma acção unilateral ou para uma dita preventiva, contrária aos interesses nacionais.

O PCP, associando-se ao amplo movimento mundial contra a guerra, sublinha que é possível parar a guerra antes que ela comece. E lembra que para se alcançar tal objectivo impõe-se que , por todos os meios ao nosso alcance, se exprima de forma permanente o nosso protesto, indignação e repúdio perante a eminência duma nova guerra contra o Iraque. Por isso, apela desde já a todas as camadas da população e a todas as sensibilidades democratas e humanistas para uma ampla participação na Manifestação “Juntos podemos impedir a guerra” que terá lugar em Lisboa, tal como em muitas outras capitais europeias, no próximo dia 15 de Fevereiro (sábado), com concentração pelas 15h30, no Largo Camões.

Façamos de 15 de Fevereiro uma grande jornada europeia de recusa desta guerra injusta, de clara afirmação hegemónica dos EUA e ditada, no essencial, pelos interesses petrolíferos e dos complexos militares industriais americanos e britânicos.

>
  • Soberania, Política Externa e Defesa
  • Central
  • Paz e Solidariedade

Partilhar